A Boca na Cinza (2020)

A Boca na Cinza H sempre uma morte que nos aguarda nossa frente um gesto morto uma pessoa morta um livro lido uma palavra apagada tenho de lutar todos os dias contra essas mortes nem a mem ria me consolo de ve
  • Title: A Boca na Cinza
  • Author: Rui Nunes
  • ISBN: 9789727087204
  • Page: 488
  • Format: Paperback
  • H sempre uma morte que nos aguarda nossa frente, um gesto morto, uma pessoa morta, um livro lido, uma palavra apagada, tenho de lutar todos os dias contra essas mortes, nem a mem ria me consolo, de vez em quando perguntam me est s com pena de ti pr prio e eu respondo lhes e ent o n o me lembro de ter dormido com uma mulher, n o me lembro de ter dormido com um homeH sempre uma morte que nos aguarda nossa frente, um gesto morto, uma pessoa morta, um livro lido, uma palavra apagada, tenho de lutar todos os dias contra essas mortes, nem a mem ria me consolo, de vez em quando perguntam me est s com pena de ti pr prio e eu respondo lhes e ent o n o me lembro de ter dormido com uma mulher, n o me lembro de ter dormido com um homem, lembro me de serem enormes as camas onde dormi, nunca vi um corpo nu, real, minha frente, a nica pele que toco a minha, as pessoas nem sequer me apertam a m o, dizem me como est s e passam me ao lado, j estive ara comprar uma boneca insufl vel s o enormes as bonecas, mano, n o h bonecas para an es.
    • BEST EPUB "↠ A Boca na Cinza" || READ (E-Book) ☆
      Rui Nunes

    One Reply to “A Boca na Cinza”

    1. A raz o pela qual n o dou cinco estrelas a este livro muito clara, para mim Rui Nunes recusa tudo o que s o conven es liter rias e, nesta minha primeira leitura, isso criou me alguma estranheza afectando o meu ritmo de leitura N o coloco de parte, por esse motivo, um dia retomar a leitura deste livro t o cheio de entrelinhas e dar as merecidas cinco estrelas A linguagem, constru o narrativa e pr prias personagens s o estranhas, pouco ou nada convencionais e, a meu ver, interessantes, inovadoras [...]

    2. as pessoas falam continuamente, e essa fala sem interrup o horroriza me, a flu ncia que a certeza das suas vidas, e do mundo, e de deus, eis me sem lhes poder responder, porque s tenho a imprecis o, o tenteio, o tacteio, faltam me palavras, as frases param a meio, preciso de respirar, preciso de saber com que movimentos se faz um rosto,o teuqualquer,a palavra mais simples exige de mim todo o meu corpo,cada palavra recomp e o meu corpo,canso me tanto o mundo, de vez em quando, me indiferente, s o [...]

    Leave a Reply

    Your email address will not be published. Required fields are marked *